nigolo logo

 

Geral

O movimento Nigôlo teve seu início formal no ano de 1991, com a chegada de Lua Santana e família a Morro do Chap&ecaute;u, uma cidade localizada na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil, onde adquiriu uma pequena área de terra para reflorestamento e preservação ecológica.
Paralelamente, com o objetivo maior de proporcionar a crianças e jovens em situaç&atilse;o de vulnerabilidade social, a apropriação de saberes e atitudes que contribuíssem para o alcance da tão almejada “felicidadania”, brota também, em 1994, o Grupo de Capoeira Angola, que vai, paulatinamente, aglutinando os elementos necessários, (entre os quais destacamos o brilho de alma da alemã Ana Maria Jacobs), para a concretização de um Projeto social mais conhecido hoje como Projeto Minhoca.
Posteriormente, fruto do também feliz encontro de Lua Santana com Suni, Luca Tomasi e Barbara, brota, em Munique, Alemanha, mais dois núcleos do referido movimento que, a partir da sua prática de Capoeira Angola, substancia também, junto a outras entidades, a execução do Projeto acima citado e do Herbarium, (ver link), projeto ecológico que começa a tomar forma, tendo como principal objetivo a contribuição carinhosa pela preservação da nave mãe, Planeta terra.
Desse modo, nos arvoramos a definir a Capoeira Angola que praticamos, nascida dos mais legítimos anseios de liberdade do nobre povo negro, como uma dança, um diálogo, um ritual, um jogo, um cultivo, um sentimento, uma “vadiagem”, uma construção/comunhão grupal, enfim, uma “artimanha” de celebração da vida, voltada para o aperfeiçoamento do corpo, da mente e do espírito, na trilha pela harmonia do ser, por um mundo mais digno.


O nome Nigôlo

N’GOLO é o nome dado a um ritual das tribos africanas de Angola, baseado no rito de acasalamento das zebras. Trazido na bagagem cultural dos negros escravizados no Brasil, acredita-se que tenha sido um dos elementos inspiradores da Capoeira Angola, visto que, no referido rito, as zebras fazem movimentos bastante semelhante aos executados por duas pessoas jogando capoeira.
Foi assim que, desejando fortalecer os sagrados elos de ligação da Teia da Vida, com respeito e reverência à essência do “Tudo”, que encontramos identidade nessa palavra que passamos a grafar em português NIGÔLO, como falam as nossas crianças.

NIGÔLO, pela harmonia do Ser ...
NIGÔLO, für die Harmonie mit der Schöpfung ...

Ginga dos quatro elementos,
Artimanha da vida, ritual,
Na volta do mundo girando,
Órbita: caminho natural.


Mestre Lua Santana

Mestre Lua Santana se considera aluno do mestre Caiçara por te sido ele com a permissão do seu pai que o levou a capoeira . Nasceu e cresceu no bairro Liberdade no Salvador da Bahia – onde tinha a possibilidade de assistir as rodas e aulas dos grandes mestres dessa época como João Pequeno, Valdemar, Virgilio, Dois de Ouro e outros. Desde então encontrava e treinava com demais capoeiristas muitas daqueles que hoje são mestres, por exemplo Cobra Mança e Rosalvo.
Nessa altura vive com sua família na cidade Morro do Chapéu na Chapada Diamantina no interior da Bahia. Ele dedica-se muito ao projeto Minhoca, onde se ensina Arte-Educação e Capoeira. O elemento principal da sua vida, se expressa no seu trabalho de preservação do meio ambiente e em sua arte de esculturas. Pensando na harmonia do Ser.
Desde 2001 ele regulamente visitava Alemanha, treina com os grupos de Munique e da workshops de capoeira angola.

 


Nigolo e.V. - info [at] nigolo.net - Konto 1000285435 • BLZ 70150000 (Sparkasse München) - impressum

update 03/2009